© 2016 by O MUNDO DE MARIA

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

FABRICIO BIANCHINI

(Gaúcho, 37 anos) 

Fabrício Bianchini (Barueri/SP)
Nascido em Porto Alegre (RS), mas radicado em São Paulo há vários anos, Bianchini é conhecido como “Gaúcho” no meio off-road. Compete há 25 anos na categoria motos. Disputou 11 edições nas motos no Rally dos Sertões (e mais três na categoria carros). Durante este período, manteve-se entre os top 10 na geral das motos. Entre as melhores colocações está a edição de 2005 quando foi vice-campeão na Production Aberta e 6º na geral. A partir de 2014 começou a se aventurar também nos carros. Foram três temporadas competindo como piloto na Mitsubishi Cup. Em 2016 realizou um sonho e estreou no Rally dos Sertões nos carros, ao lado do navegador Caio Santos. A bordo de um T-Rex, a dupla terminou em 2º na Protótipos T1 e foi a 6ª mais rápida na geral.  Já em 2017, Bianchini deu um passo maior e iniciou no Rally de Velocidade no Campeonato Paulista e fez também o tradicional Rally Erechim, quando fechou em 3º na RC4, com um Peugeot 207. Fundou a própria equipe em 2005 e de lá pra cá são 12 anos de trajetória no off-road. Nesta 25ª edição do Rally dos Sertões o piloto irá como chefe de equipe.

MARCOS FINATO

(Paulista, 40 anos) 

Off-road e duas rodas sempre estiveram presentes na vida do piloto, seja como hobby ou competindo. Iniciou nas competições estaduais e nacionais em 2002 e, desde então, conquistou títulos de campeão paulista e brasileiro (último foi em 2011), além de outras vitórias. Já participou de seis edições do Rally dos Sertões, foi Campeão na categoria Super Production. Em 2015, sua última participação na prova, ficou em 5º na Super Production e foi o 8º piloto na geral. Finato faz parte da Bianchini Rally desde o início, tanto que está ligado à história do time, sobretudo quando as primeiras motos a álcool de rali foram desenvolvidas no país, quando o piloto teve participação efetiva, por ter sido um dos responsáveis pelo projeto.
 

ADHEMAR ANTÔNIO PEREIRA FILHO “ÍNDIO” 

(Cearense, 45 anos)

Adhemar Pereira Filho “Índio” (Fortaleza/CE)


Natural de Fortaleza (CE), o piloto é chamado nos grid como “Índio” e é conhecido por ter uma pena acoplada a seu capacete como um amuleto. Desde a infância é apaixonado por duas rodas e sempre viu no off-road a possibilidade de conhecer melhor o país. Desde 2009 passou a competir nos campeonatos estaduais e nacionais. Em 2017, aos 45 anos, Índio segue para a 7ª participação no Rally dos Sertões e competirá pela Over 45, a bordo de  uma KTM Réplica 450. Sempre buscando novos desafios e superação, o cearense tem como foco completar o exigente roteiro.

MARCOS COLVERO 
(Gaúcho, 45 anos)

MARCOS COLVERO (Porto Alegre/RS)
Praticante de motocross há mais de 20 anos, Colvero iniciou no Rally Cross Country em 2011 e, desde então, não parou mais. Está há quatro temporadas na Bianchini Rally e considera mais que uma equipe, uma família. Aos 45 anos, segue para a 6ª participação consecutiva no Rally dos Sertões e está mais empolgado que nunca para a edição de 25 anos da competição. O piloto competirá pela categoria Over 45 com uma KTM 500 Six Days

 

 

 

TIAGO FANTOZZI 
(Paulista, 37 anos)

A paixão pela motocicleta surgiu desde muito seguindo os passos do pai e irmãos mais velhos, tanto que aos sete anos participou da primeira competição. Aos 19 estreou no Rally dos Sertões e de lá pra cá foram 13 edições. Em 2011 Fantozzi foi Campeão na geral do Rally dos Sertões e por quatro anos finalizou entre os três primeiros colocados do grid das motos. Paralelamente, conquistou vários títulos estaduais e nacionais. Em 2015, após quatro anos afastado, retornou ao grid na Bianchini Rally, e foi o quatro piloto mais rápido na geral.
 

 

 

 

LUIS RODRIGUES

(Wellness, 50 anos) 

LUIS HENRIQUE RODRIGUES (São Paulo/SP)
Paulista da cidade de Americana, Rodrigues tem 50 anos e estreia no grid do Rally dos Sertões em 2017, pilotando uma KTM 500 Six Days. Desde 2007 participa de provas e competições nas motos. Foi atleta da Seleção Brasileira de Atletismo nas provas de salto triplo, salto em distância e 100m rasos e por pouco não atingiu o índice para os Jogos Olímpicos. Foram 15 anos dedicados ao atletismo no Brasil e nos EUA mas, agora, encara o Rally dos Sertões como um novo desafio. 

JAVIER FERNANDES

(47 anos) 

JAVIER FERNANDES (Montevidéu/Uruguai)
Iniciou nos ralis em 1987. Natural de Montevidéu, já fez o Rally dos Sertões de carro (2006), nas motos (2007, 2009 -foi campeão da categoria - e 2011) e nos quadris (2016). Entre os títulos, Fernandez é pentacampeão uruguaio, bicampeão Sul-Americano e campeão argentino e disputou três edições do Rally Dakar, sendo uma de moto e duas nos quadris. Pelo segundo ano consecutivo é o representante nos quadriciclos da Bianchini Rally. Em 2016 avisou que retornaria para edição de 25 anos do Rally dos Sertões e cá está novamente na equipe. Neste ano segue para 6ª participação e disputará pela segunda vez na categoria quadris, com um Can Am Renegade 4x4 800cc.

YURI AIZEMBERG

(41 anos) 

YURI AIZEMBERG (São Paulo/SP)
Aos 41 anos, o paulista de Botucatu disputa pela segunda vez no Rally dos Sertões. Nesta edição de 25 anos competirá a bordo de uma Husqvarna TE 450 e está se preparando com muito afinco para sua reestreia na maior prova off-road do país. Em 2008 na primeira vez que participou, uma grave queda o tirou da prova e disse que completar o roteiro, além da superação, será um compromisso que está pendente há nove anos, pois disputar o Rally dos Sertões é um sonho que tem desde menino. 

ANDRÉ GUERRA

(41 anos) 

ANDRÉ GUERRA (São Paulo/SP)
O piloto retorna ao grid após 17 anos, aos 41 anos. Na edição de 2000 foi como navegador na categoria Caminhões e, desde então, ficou fascinado pelos perrengues vivenciados pelos competidores de motos, pois desde sempre andou sobre duas rodas. Na edição 2017 do Rally dos Sertões, Guerra competirá pela primeira vez nas motos, com uma Husqvarna 450, na categoria Marathon, extremamente ansioso para desbravar o desafiante roteiro e superar seus limites nos mais de 3.300 quilômetros de percurso.